Saiba suprir as expectativas dos seus consumidores

20 março 2013
Categoria:
Marketing
Comentários:  0

Em que você deverá investir para ter sucesso com os seus consumidores em 2013?

O site  americano de consultoria de tendências de consumo TrendWatching.com divulgou 10 tendências de consumo cruciais para este ano.  Aqueles que conseguirem suprir os desejos, necessidades e expectativas de seus consumidores sempre terão mais chances de lucrar. Confira a lista:

1)      Presumers & Custowners

 “Os consumidores vão abraçar ainda mais formas de participar do financiamento e (pré) lançamento de novos produtos e marcas.”

2013 verá consumidores entusiasmados abraçando dois inovadores modelos de “consumo”: tornando-se PRESUMERS e CUSTOWNERS.

PRESUMERS gostam de se envolver, alavancar, financiar e promover produtos e serviços antes que eles sequer existam.

CUSTOWNERS consumidores que deixam de lado o consumo passivo de produtos e passam a financiar e investir (quando não comprando parte) de suas marcas preferidas.

 

2)      EMERGING²  (Emergentes²)

 Marcas emergentes do mundo todo estão atendendo aos desejos da classe média emergente no mundo todo“.

O que está acontecendo é basicamente o seguinte: nas últimas décadas passadas, as empresas de países desenvolvidas atendiam aos desejos dos países emergentes e as empresas emergentes atendiam aos desejos dos países desenvolvidos. A partir de 2013 é esperado que aconteça exatamente ao contrário: empresas emergentes atendendo aos desejos dos países emergentes. O que podemos esperar agora é uma explosão de produtos e serviços de mercados emergentes para mercados emergentes e as próximas potências de mercado de massa virão de fato de mercados emergentes.

 

3)      MOBILE MOMENTS (Momento Móvel)

 “Vivendo a vida multi-hyper-tasking: porque micro-conveniências, mini-experiências e snacks digitais irão dominar 2013.”

 Explosão de aplicativos, serviços e funcionalidades voltadas para aproveitar a experiência mobile. Consumidores usarão os seus aparelhos celulares para maximizar absolutamente cada momento.  Com a popularidade de smartphones com Android, no Brasil, por exemplo, isso já estava bastante previsto de se acontecer. Só para ter uma idéia, alguns dados obtidos através do relatório:

  • Usuários de telefones celulares entre 18 e 24 anos trocam, em média, 109.5 mensagens por dia, mais de 3.200 por mês. (Fonte: Pew Research Centre, setembro de 2012);
  • Uma pesquisa com adultos usuários de smartphones dos EUA, descobriu que 63% dos entrevistados do sexo feminino e 73% dos entrevistados do sexo masculino não passam mais de uma hora sem checar o seu telefone. (Fonte: Harris Interactive, junho de 2012)

 

4)      NEW LIFE INSIDE (Nova vida interior)

 “É hora dos produtos que retribuem.”

A famosa palavra virá mais forte neste ano: Sustentabilidade, uma das missões principais de marcas será manter atividades ecologicamente sustentáveis. Ao invés de produtos serem descartados ou reciclados (por outras pessoas),  eles podem ser plantados e cultivados.

 

5)      APPSCRIPTIONS (Apps para usos medicinais)

 “Tecnologias digitais são a nova medicina.”

 A  plataforma mobile crescerá bastante no ano de 2013. E junto com ela, veremos diversos aplicativos interessantes.  Tecnologias digitais são a nova medicina, médicos passam a recorrer a aplicativos e outros serviços para melhorar os resultados de tratamentos. Um caso já em uso são aplicativos que servem como complemento medicinais ou de saúde.

 

6)      CELEBRATION NATION (Celebration Nation)

 “Ostentando as culturas que estão na moda.”

 É bem mais aplicado na moda e no design. Mercados emergentes exportarão orgulhosamente e inclusive farão questão de disseminar sua cultura e história

  

7)      DATA MYNING (Mineração de Dados)

 “Porque consumidores querem ‘bons’ dados, não ‘muitos’ dados.”

 Compradores, eles esperam ter controle e fazer o melhor uso possível dos seus próprios dados e procurar marcas que usem esta informação proativamente para oferecer ajuda e conselhos sobre como melhorar o seu estilo de vida e/ou economizar dinheiro. É o controle dos dados dos usuários pelos próprios usuários.

 

8)      AGAIN MADE HERE (Mais uma vez, feito aqui)

 “Manufatura local é a nova economia de serviços.”

É trazer de volta a fabricação de produtos para os países originais das fábricas. Manufatura voltará para casa. O mesmo começa a acontecer com pequenas empresas/empreendedores, que passam a desenvolver suas soluções em seus próprios países.

 

9)      FULL FRONTAL (Nu frontal)

 “Não apenas transparentes, mas nus e orgulhosos ;-)”

Marcas devem passar de ‘não ter nada a esconder’,  à provar e mostrar proativamente que não têm nada mesmo a esconder. Isso significa mais do que apenas fazer declarações grandiosas sobre “valores” e “cultura”, mas assumir uma posição clara e direta com resultados concretos. Apenas marcas que confiam em seu produto (e nelas mesmas) serão capazes de assumir o FULL FRONTAL

 

10)   DEMANDING BRANDS (Marcas Exigentes)

 “O desejo de marcas serão uma ordem para consumidores.”

Marcas conectadas que já embarcaram na busca por um futuro mais sustentável e socialmente responsável irão exigir que seus consumidores também contribuam, ganhando assim o respeito até dos mais exigentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *